Header Ads

Provérbios 3: Os Frutos de Uma Vida Sábia.


Você sabia que um dos ramos da literatura mais vendidos é a auto-ajuda? O homem moderno, fragilizado em meio a tantas angustias e medos, tem buscado nos livros supostos segredos para casamentos felizes, sucesso nos negócios, conquistas nos relacionamentos a dicas de segurança para uma vida vitoriosa. Provérbios 3 demonstra qual o segredo para que isso aconteça: As bênçãos perenes de uma vida verdadeiramente próspera alcançarão apenas aqueles que estejam dispostos a seguir as sábias orientações divinas.

Nesse caso, a verdadeira prosperidade do crente não se relaciona diretamente com o acúmulo de riquezas, embora isso possa, em algum momento, ser verdade. Houve homens muito ricos, na história sagrada, com Abraão.  Mas ao que tudo indica, eles nunca estabeleceram isso como uma meta de sua vida. Por isso, o que Deus promete algo superior ao ouro, à prata, às pérolas e ás joias preciosas. Nada é superior ao que Deus concede àqueles que praticam seus retos princípios (13-15). É sobre esses valores que Provérbios 3 trata, de forma muito ampla. Vale a pena ler e entender a proposta do sábio.

O fiel, apresentado neste capítulo como "justo" precisará ter uma mente disposta (não esqueças) e um coração fervoroso (guarde) para com as orientações de Deus. Feito isso, a simples obediência reserva uma graça abundante: Ela trará para ele o acréscimo de anos de "vida e paz" (v 2). Para alguém que desconfiar de si mesmo e confiar inteiramente na direção de Deus e reconhece-Lo em todos os caminhos, haverá o endireitamento de suas veredas (v 6), a saúde física e emocional (v 8), e lucros espirituais superiores às riquezas (v 13-15), como longevidade (v 16), andar seguro e não tropeçar (v 23), ter uma consciência limpa e um sono tranquilo (v 24). Pensemos no significado disso. São coisas pelas quais muitos estão dispostos a pagar um alto preço. Mas aqui, se mostra ao alcance de qualquer pessoa disposta a recebê-las.

Talvez alguém diga que isso não seja verdade, que mesmo os desonestos e infiéis parecem alcançar uma vida feliz e próspera. Sim , até certo ponto. Mas na verdade, uma prosperidade sem a bênção divina nunca será completa. Uma felicidade a qualquer preço não é saudável e um dia, certamente cobrará as consequências. Isso é prosperidade caolha, incompleta e insuficiente. Por isso, não devemos ter inveja do perverso (v 31), pois Deus o abomina. Busquemos desenvolver uma caminhada de proximidade com o Senhor. Ele promete abençoar o nosso lar (v 33). De fato, a promessa é que o fiel será honrado por Deus (v 34). A presença de Deus é a sua maior bênção, pois é Ele quem dará sustentação a tudo.

Hoje, atente para o conselho de Deus: não se esqueça dos retos ensinos e guarde-os em seu coração (v 1). Confie em Deus, entrega seu caminho a Ele (v 5). Aceite a correção divina se os seus caminhos não estão direitos (v 11), Seja generoso e pratique a essência da piedade: faça o bem sempre e jamais planeje o mal contra qualquer pessoa. (v 27). O resultado? Uma vida abençoada por Deus. - Claudio Soares Sampaio.